Sustentabilidade Ambiental: Estudo em Uma Instituição De Ensino Superior Pública Catarinense

Stephanie Kalynka Rocha, Elisete Dahmer Pfitscher, Fernando Nitz de Carvalho

Resumo


O artigo tem como objetivo geral analisar a sustentabilidade ambiental de uma instituição de ensino superior (IES) pública do estado de Santa Catarina. Para atender a esse objetivo, buscou-se os seguintes objetivos específicos: verificar o número de IES existentes no Brasil e em Santa Catarina; identificar o número de IES públicas e privadas; e propor um modelo de gestão 5W2H para critérios deficitários de sustentabilidade. A metodologia é considerada descritiva quanto aos objetivos, qualitativa quanto aos procedimentos técnicos – estudo de caso – e qualitativa quanto à abordagem do problema. A trajetória metodológica divide-se em três fases: na primeira fase, fundamentação teórica, aborda-se a responsabilidade social e ambiental, a gestão ambiental e o sistema de gestão ambiental. Definidos os procedimentos metodológicos, na segunda parte, faz-se uma análise de resultados, onde primeiramente verificou-se a quantidade de IES e a distribuição nas categorias administrativas.  Em seguida, buscou-se responder a uma lista de verificação, com 154 questões desenvolvidas por Pieri, Pfitscher, Frey, Freitas & Alberton (2011), para posteriormente apresentar um plano resumido de gestão ambiental. No final, conclui-se que a IES apresentou um índice de sustentabilidade global de 32%, considerado como fraco. O presente trabalho propõe, com a ferramenta 5W2H, uma ação para cada critério, como a inclusão de produtos recicláveis nas compras, reaproveitamento de resíduos, acessibilidade aos portadores de deficiência física e criação de ações que aproxime a IES da sociedade. Com as ações propostas, espera-se que a instituição incremente seu índice de sustentabilidade ambiental, beneficiando a sociedade e o meio ambiente.

Palavras-chave


Sustentabilidade Ambiental, IES Pública Catarinense, Plano Resumido de Gestão Ambiental, 5W2H

Referências


Albuquerque, J. de L. & Oliveira, C. V. de (2009) Economia e meio ambiente. In: Albuquerque, J. de L. (org.). Gestão Ambiental e responsabilidade social. São Paulo: Atlas.

Amorin, T. F. (2009). Responsabilidade social corporativa. In: Albuquerque, J. de L. (Org.). Gestão ambiental e responsabilidade social. São Paulo: Atlas, 2009.

Brasil (2013). Ministério da Educação. Retrieved from: . Acesso em: 21 jun. 2013.

Chaves, L. C.; Freitas, C. L. de; Ensslin, L.; Pfitscher, E. D.; Petri, S. M. & Ensslin, S. R. (2013). Gestão ambiental e sustentabilidade em instituições de ensino superior: construção de conhecimento sobre o tema. Revista Gestão Universitária na América Latina – GUAL, 6, p. 33-54.

Conselho Federal de Contabilidade (2004). Resolução CFC nº 1.003 de 19 de agosto de 2004. Aprova a NBC T 15- Informações de natureza social e ambiental. Retrieved from: . Acesso em: 10 dez. 2013.

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social, 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

Keunecke, G. R.; Uhlmann, V. O. & Pfitscher, E. D. (2012). Análise da sustentabilidade ambiental de uma instituição de ensino segundo o sistema contábil gerencial ambiental – Geração 2. Revista Gestão Universitária na América Latina – GUAL, 5, p. 179-198, 2012.

Kruger, S.; Pfitscher, E. D.; Uhlmann, V. O. & Petri, S. M. (2013). Sustentabilidade ambiental: estudo em uma instituição de ensino catarinense. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 8, p. 98-112. (UFRJ).

Machado, A.G. C. & Oliveira, R. L. de. Gestão ambiental corporativa. In: Albuquerque, J. de L. (Org.). Gestão Ambiental e Responsabilidade Social. São Paulo: Atlas, 2009.

Nunes, J. P. O. (2010). Um aporte ao sistema contábil e gerencial ambiental: elaboração e aplicação parcial do novo sistema em clinica hospitalar. Dissertação (Mestrado em Contabilidade) – Pós Graduação em Contabilidade, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis. Retrieved from:. Acesso em 15 nov. 2013.

Neves, P. C.; Pfitscher, E. D. & Uhlmann, V. O. (2012). Um estudo sobre sustentabilidade ambiental em uma instituição de ensino: aplicação parcial do sistema contábil gerencial ambiental – geração 2. Enciclopédia Biosfera, Centro Científico Conhecer, 8(15), 2599-2615, nov. Goiânia.

Pieri, R.; Pfitscher, E. D.; Frey, I. A.; Freitas, C. L. de & Alberton, L. (2011). Gestão estratégica e ambiental: estudo de uma universidade comunitária. Anais XII Congresso Internacional de Custos. Punta del Este, Uruguay.

Pfitscher, E. D. (2004). Gestão e sustentabilidade através da contabilidade e controladoria ambiental: estudo de caso na cadeia produtiva de arroz ecológico. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção). Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004. Retrieved from: . Acesso em: 10 out. 2013.

Tinoco, J. E. P. & Kraemer, M. E. P. (2008). Contabilidade e gestão ambiental. 2. ed. São Paulo: Atlas.


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000