Redes e Responsabilidade Social Corporativa: Um Estudo de Caso

Adriana Teixeira Bastos, Francineide da Silva Fernandes Vieira, Artur Gomes de Oliveira, Odéssia Fernanda Gomes de Assis

Resumo


 

O presente estudo visa a contribuir para a elucidação de questões relacionadas aos temas responsabilidade social corporativa (RSC) e redes de cooperação entre empresas. Com este intento busca-se, através de um estudo de caso, compreender quais os impactos das redes sobre as estratégias de RSC. O estudo de caso em questão está baseado nas ações de Desenvolvimento Regional Sustentável (DRS) de uma instituição financeira, que considera esta prática como uma forma dela e de parceiros realizarem suas ações de RSC. O artigo está estruturado considerando-se inicialmente a introdução, a discussão teórica sobre os dois temas que se pretende relacionar (redes e RSC) e, após a elucidação sobre a metodologia do trabalho, é apresentada a metodologia do programa DRS da instituição financiadora (Banco Digama) e a descrição da aplicação prática do programa para um grupo de parceiros da rede. Dando continuidade, são apresentadas as análises e discussões e, por último, as considerações finais. Entre os principais itens da conclusão, observa-se que os objetivos das organizações, relacionados às RSC, podem ser diferentes entre si, assim como os resultados obtidos, permitindo, inclusive, a coexistência na rede de atores que não alcançaram, na totalidade, seus principais objetivos, embora realizem atividades relacionadas à responsabilidade social.

 


Palavras-chave


Redes. Desenvolvimento Regional Sustentável. Responsabilidade Social Corporativa Estratégica. Visão Baseada em Recursos.

Referências


Aguinis, H.; Glavas, A. (2012). What we know and don’t know about corporate social responsibility a review and research agenda. Journal of Management, 38(4), p. 932-968.

Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecções – ABIT (XXXX) Relatório 2011. Retrieved from http://www.abit.org.br/site/. Acesso em: 15 de junho 2011.

Banco Digama. (XXXX) Desenvolvimento regional sustentável: o potencial é todo seu, o compromisso é de todos nós. Retrieved from: http://www.bancoDIGAMA.com.br/site/. Acesso em: 15 junho 2011.

Calder, M.J.; Beckie, M.A. (2011) Engaging communities in municipal sustainability planning: the use of communication strategies and social networks in Alberta. Local Environment, 16(7), 671-686.

Capra, F. (2001). A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo: Cultrix/Amana-Key.

Carroll, A. B. (1999). Corporate social responsibility. Business and Society, 38(3), 268-295.ABI/INFORM Global. Altoona.

Castells, M. (2008) A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

Ethos. (XXXX) Visão. Retrieved from: http://www1.ethos.org.br/EthosWeb/pt/1349/o_instituto_ethos/quem_somos/visao/visao.aspx. Acesso em: 26 de agosto 2011.

European Commission. (2002). A business contribution to sustainable development. Retrieved from: http://eur-lex.europa.eu/smartapi/cgi/ sga_doc?smartapi!celexplus!prod!DocNumber&lg=en&typedoc=COMfinal&an_doc=2002& nu_doc=347. Acesso em: 25 de agosto 2011.

Husted, B. W. & Salazar, D. J. (2011). Taking Friedman seriously: maximizing profits and social performance. Journal of Management Studies, 43(1), 75-91. Oxford.

Klein, L.L.; Pereira, B.A.D..; Vizzoto, A.D; Quatrin, D.R . (2014). Análise da relação de dependência empresa – rede na evolução de redes interorganizacionais. Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração – ENANPAD, 38. Anais. Retrieved from: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/2014_EnANPAD_EOR506.pdf. Acesso em: 10 de outubro 2014.

Mance, E. (2009). A revolução das redes: a colaboração solidária como alternativa pós-capitalista à globalização atual. Petrópolis: Vozes.

Marteleto, R.M. (2010). Redes sociais, mediação e apropriação de informações: situando campos, objetos e conceitos na pesquisa em ciência da informação. Pesq. bras. ci. inf, 3(1), 27-46.

Matten, D. & Moon, J. (2008). “Implicit” and “explicit” CSR: a conceptual framework for a comparative understanding of corporate social responsibility. Academy of Management Review, 33(2), 404-424. Birmingham.

Mattos, P. L. C. L. & Godoi, C. K. (2006). Entrevista qualitativa: um instrumento de pesquisa e evento dialógico. In: Godoi, C. K.; Bandeira-De-Melo, R.; Silva, A.B (org). Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais: paradigmas, estratégias e métodos. São Paulo: Saraiva.

McWilliams, A. & Siegel, D. (2011). Corporate social responsibility: A theory of the firm perspective. Academy of Management Review, 26(1), 117–127. Birmingham.

Merriam, S.B. (2010). Qualitative research and case studies applications in education. San Francisco: Jossey-Bass Publications.

Müller-Seitz, G. (2012 Leadership in interorganizational networks: a literature review and suggestions for future research. International Journal of Management Reviews, 14(4), 428-44.

Orlitzky, M.; Siegel, D. S. & Waldman, D. A. (2011). Strategic corporate social responsibility and environmental sustainability. Business & Society, 50(6), 6-27. Retrieved from: http://bas.sagepub.com/content/50/1/6.full.pdf+html Acesso em: 28 out. 2011.

Rufino, S. (2005). Redes entre organizações: domínio do conhecimento e da eficácia operacional. São Paulo: Atlas.

Scherer-Warren, I. (2013). Metodologia de redes no estudo das ações coletivas e movimentos sociais. Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional – ANPUR. Anais. Recife. Retrieved from:http://www.anpur.org.br/revista/rbeur/index.php/anais/article/viewFile/1662/1636. Acesso em: 2 setembro 2014.

Sen, A. K. (2000) Social exclusion: concept, application, and scrutiny. Asian Development Bank. Manila, Philippines.

Simão, A. G. & Bandeira, A. (2011). O cooperativismo como alternativa para o atingimento da sustentabilidade. Retrieved from: http://www.fae.edu/publicacoes/pdf/ sustentabilidade/angelo_arnaldo_cooperativas.pdf. Acesso em: janeiro 2011.

Tavares, W.; Maia, M. H. B.; Silva, F. T. (2010). Benefícios competitivos advindos do desenvolvimento de uma aglomeração produtiva: o caso do setor têxtil na microrregião de Campo Belo (MG). In: Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração – ENANPAD, 34. Rio de Janeiro. Anais. Retrieved from: http://www.anpad.org.br/diversos/trabalhos/EnANPAD/enanpad_2010/ESO/2010_ESO1369.pdf. Acesso em: 27 ago. 2014.

Vergara, S. C. (2005). Método de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Walker, M. & Kent, A. (2009) Using corporate social responsibility (CSR) as a strategic mechanism for consumer-oriented outcomes: some preliminary findings. 17th European Sportmanagement Conference. Netherlands, Amsterdam.

Yin, R. K. (2005). Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman.


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000