Responsabilidade Social e Ambiental e Desenvolvimento local Sustentável: O Caso do Projeto de Educação Ambiental e Patrimonial - PEAP

Eugênia Rosa Cabral, Alessandra Livia Lima dos Santos, Sérgio Castro Gomes

Resumo


O artigo analisa as ações de responsabilidade social expressas no Projeto Educação Ambiental e Patrimonial (PEAP) implementadas nas comunidades Boa Vista e Moura, localizadas no município de Oriximiná, no Pará. O objetivo do PEAP é promover o resgate e a preservação do patrimônio ambiental e cultural em comunidades locais, desenvolvido em parceria entre o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), a empresa privada Mineração Rio do Norte (MRN) e representantes das comunidades locais. Este estudo analisa em que medida as ações do PEAP podem ser consideradas propulsoras de desenvolvimento local sustentável. Para responder a essa questão, a pesquisa focou na implementação das ações do PEAP e seus efeitos nas duas comunidades em estudo. Especificamente, procurou identificar possíveis impactos sociais, culturais e econômicos das ações do PEAP junto às duas comunidades, além de identificar as expectativas futuras dos sujeitos sociais envolvidos. Trata-se de um estudo de caso com abordagem qualitativa. Os dados, obtidos em documentos e entrevistas, foram analisados à luz dos conceitos de desenvolvimento local sustentável, responsabilidade social corporativa e parceria tri-setorial. O estudo identificou que as ações desenvolvidas pelo PEAP resultam de práticas de gestão e planejamento social participativos, tendo como reflexo o resgate de práticas tradicionais, a socialização de informações e a geração de renda que, juntos, contribuem para o desenvolvimento local sustentável.

Palavras-chave


Responsabilidade Social Corporativa, Parcerias Tri-Setoriais, Desenvolvimento Local Sustentável

Referências


Armani, D. (2004). Como elaborar projetos? Guia prático para elaboração e gestão de projetos sociais. Porto Alegre: Tomo Editorial.

Ashley, P. A. (2005). A mudança histórica do conceito de responsabilidade social empresarial. In: Ashley, P. A. (Coord.). Ética e responsabilidade social nos negócios (2ª. ed.). São Paulo: Saraiva, p. 44-65.

Banerjee, S. B. (2003). Who sustains whose development? Sustainable development and the reinvention of nature. Journal Organization Studies, 24(1), 143-180.

Barbieri, J. C. (2007). Organizações inovadoras sustentáveis. In: Barbieri, J. C & Simantob, M. Organizações inovadoras sustentáveis: uma reflexão sobre o futuro das organizações. São Paulo: Atlas.

Branco, S. M. (1998). O meio ambiente em debate. São Paulo: Moderna.

Brasil (2012). Secretaria de políticas para comunidades tradicionais. Relatório de gestão, 2012. Retrieved from: http://www.seppir.gov.br/.arquivos/relatorio-pbq-2012.

Brinckerhoff, P. C. (2000). Empreendedorismo social. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas.

Chizzotti, A. (2006). Pesquisa em ciências humanas e sociais. São Paulo: Cortez.

CMMAD – Comissão Mundial Sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. (1992). Nosso futuro comum. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

Cunha, M. C. da, & Almeida, M. W. B. (2001). Populações tradicionais e conservação ambiental. In: J. P. R. Capobianco (Ed.). Biodiversidade na Amazônia brasileira: avaliação e ações prioritárias para a conservação, uso sustentável e repartição de benefícios. São Paulo: Instituto Socioambiental.

Dias, R. (2011). Gestão ambiental: responsabilidade social e sustentabilidade (ed. rev.). São Paulo: Atlas.

Farias Jr., E. A. (2011). Unidades de conservação, mineração e concessão florestal: os interesses empresariais e a intrusão de territórios quilombolas no Rio Trombetas. In A. W. B. de Almeida, R. E. A. Marin, R. Cid & C. B. Müller (Orgs.). Caderno de Debates Nova Cartografia Social: Territórios Quilombolas e Conflitos. Manaus: UEA Edições, 2010, v. 01-02, 116-127.

Gadotti, M. (2000). Pedagogia da terra. São Paulo: Editora Petrópolis.

Guapindaia, V.; & Lopes, D. (2004). Relatório de escavação do PA-OR-63: sítio Boa Vista 2. Belém: MPEG/MRN/FADESP, 44 p.

Guzzo, R. A. (2003). Terceiro setor: um caminho para o fortalecimento da responsabilidade social. Belém: Edições do Autor.

Grunberg, E. (2007). Manual de atividades práticas de educação patrimonial. Brasília: IPHAN. Retrieved from: http://portal.iphan.gov.br/baixaFcdAnexo.do?id=3837.

Little, P. E. (2002). Territórios sociais e povos tradicionais no Brasil: por uma antropologia da territorialidade. Série Antropologia. Departamento de Antropologia do Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília – UNB, Brasília, DF. Retrieved from: http://www.direito.caop.mp.pr.gov.br/arquivos/File/PaulLittle__1.pdf.

Machado Filho, A. C. P. (2002). Responsabilidade social corporativa e a criação de valor para as organizações: um estudo multicasos. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.

Martinelli, A. C. (1997). Empresa cidadã: uma visão inovadora para uma ação transformadora. In: Ioschpe, E. B (org.). 3º Setor: desenvolvimento social sustentado. Rio de Janeiro: Paz e Terra.

Martins, C. H. dos S.; Melo, M. de P. (2004, novembro). Políticas públicas de esportes para juventude na Baixada Fluminense/RJ: uma discussão introdutória. Anais do Encontro Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, Caxambu, MG, Brasil, 27.

Martins, S. (2005). Limites do desenvolvimento econômico na América Latina. Pelotas-RS: UFPel.

Martins, S. R. O. (2002). Desenvolvimento local: questões conceituais e metodológicas. Revista Interações, Campo Grande, 3(5), 51-59.

Melo Neto, F. P. (2008). Responsabilidade social e cidadania empresarial: a administração do terceiro setor. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Melo Neto, F. P.; Froes, C. (2001). Gestão da responsabilidade social. São Paulo: Qualitymark.

Mendonça, J. R. C., Gonçalves, J. C. S. (2004). Responsabilidade social nas empresas: uma questão de imagem ou de essência? Revista Organização e Sociedade [online]. 2004, 11(29), 115-130.

Mineração Rio do Norte – MRN (2012). Sobre a MRN: Perfil / Missão. Retrieved from: http://www.mrn.com.br/pt-BR/Sobre-RN/Perfil/Paginas/default.aspx.

Museu Paraense Emílio Goeldi – MPEG (2010) Relatório do Projeto Educação Ambiental e Patrimonial: Relatório de atividades. Belém: MPEG.

Nadas, P. (2004). Responsabilidade social e a ética nas empresas. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Rabaça, C. A. (2001). Empresas socialmente responsáveis. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Ribeiro, G. L. & Barros, F. L. (2007). A corrida por paisagens autênticas: turismo, meio ambiente e sustentabilidade no mundo contemporâneo. São Paulo: Papirus.

Rios, R. S.; Oliveira, S. S. (2013). A responsabilidade social empresarial e a responsabilidade civil ambiental: uma aproximação neoinstitucional. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 2(1),74-96.

Rozas, G. Pobreza y desarrollo local (1997). Revista Excerpta, n. 7, p. 46-73. Retrieved from: http://www.facso.uchile.cl/publicaciones/biblioteca/docs/excerpta/excerpta7.pdf.

Sachs, I. (2004). Desenvolvimento includente, sustentável e sustentado. Rio de Janeiro: Garamond.

Saifi, S. & Dagnino, R. de S. (2011, novembro). Grandes projetos de desenvolvimento e implicações sobre as populações locais: o caso da usina de Belo Monte e a população de Altamira, Pará. Anais do Circuito de Debates Acadêmicos – CODE, IPEA, Brasília, DF, Brasil, 1.

Teodósio, A. S. S. (2009, setembro). Parcerias tri-setoriais: para além de simplismo e dualidades sobre as interações entre atores do estado, sociedade civil e mercado. Anais do Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 33.

Teodósio, A. S. S. (2010, setembro). Parcerias tri-setoriais em políticas públicas: possibilidades e armadilhas em três experiências brasileiras. Anais do Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 34.

Yin, Robert K. (2001). Estudo de caso: planejamento e métodos (2ª. ed.). Porto Alegre: Bookman.


Texto completo: PDF



Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional