A Inserção da Sustentabilidade na Formação de Administradores

Edson Luis Kuzma, Sérgio Luis Dias Doliveira, Carlos Alberto Marçal Gonzaga, Maricleia Aparecida Leite Novak

Resumo


A sustentabilidade, inserida no contexto de formação do ensino superior, promove a possibilidade do desenvolvimento de conhecimentos aos profissionais formados em administração. A urgência da instrumentalização da sustentabilidade, sobretudo no contexto empresarial, não deve ser fomentada apenas pelas pressões governamentais ou por demandas sociais, mas também pela postura e pelo comprometimento de seus gestores e colaboradores. Portanto, reconhecendo a relevância do ensino da sustentabilidade no meio acadêmico, a presente pesquisa busca conhecer a inserção do tema Sustentabilidade na orientação da formação e da produção do conhecimento no curso de Graduação de Bacharel em Administração da Universidade Estadual do Centro-Oeste – UNICENTRO. Para tanto, buscou-se analisar a percepção do corpo discente em relação ao tema abordado, tomando por base as proposições teórico-conceituais dos Jargões da Sustentabilidade de Sgarbi et al.(2008) e o Modelo Multidimensional do Valor Sustentável de Hart e Milstein (2004). Os resultados apontam para a maior recorrência de alguns dos jargões em comparação a outros, segundo a percepção dos acadêmicos abordados. De modo geral, a assimilação do conhecimento associado aos termos vinculados à sustentabilidade, de acordo com o modelo teórico de pesquisa, recebe avaliação ligeiramente inferior ao ponto médio de referência, o que indica a consideração do tema como de pouco conhecimento pelo corpo discente da referida universidade.


Palavras-chave


Sustentabilidade, Ensino Superior, Administração.

Referências


BARBIERI, J. C.; VASCONCELOS, I. F. G.; ANDREASSI, T.; VASCONCELOS, F. C. Inovação e sustentabilidade: novos modelos e proposições. ERA. São Paulo, v. 50, n.2, p. 146-154. Abr/jun.2010

BELTRAME, B.; DORNELES, F. R.; GRZYBOVSKI, D. Teorias do Desenvolvimento: um olhar a partir de David Harvey. III Colóquio Internacional de Epistemologia Sociologia Aplicada à Administração. Florianópolis, 2013.

BERGAMO, Geraldo A.; BERNARDES, Marisa R. Produção de conhecimento. Educação & Sociedade. 2006, vol.27, n.94, p.179-198.

BERGER, P.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de Sociologia do Conhecimento. Petrópolis: Vozes, 24a ed., 2004.

BURBANO, A. C. Apuntes sobre Desarrollo Comunitario. 1a ed. digital. Eumed.net, Universidade de Málaga, Espanha, 2011.

CRESSWELL, J. H. Projeto de Pesquisa: método qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DEMAJOROVIC, J.; SILVA, H.C. O. Formação Interdisciplinar e Sustentabilidade em Cursos de Administração: desafios e perspectivas. RAM, Revista de Administração da Mackenzie, São Paulo, v. 13, n. 5, Set./Out. 2012.

DUARTE JÚNIOR, J.F. O que é realidade. São Paulo: Brasiliense, 1984.

ELKINGTON, J. Cannibals with forks: the triple bottom line of 21st century business. Oxford: Capstone Publishing, 1998.

ESTENDER, A.C.; ROCHA, M.C. Estratégias de Desenvolvimento Sustentável. Revista Terceiro Setor, vol. 4, n.1, 2010, p.21-31.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo: Atlas, 2007.

GODARTH, K.A.L.; OLIVEIRA, S.F.; COMUNELO, A.L.; CACIAMANI, C. O ensino da sustentabilidade nos cursos superiores de Administração no sudoeste do Paraná. Synergismus scyentifica UTFPR, Pato Branco 06(01) 2011. 11p.

GONÇALVES-DIAS, S. L. F. Consciência Ambiental: um estudo exploratório sobre suas implicações para o ensino da administração. Revista de Administração de Empresas, v.8, n.1, 2009.

HART, S.L. e MILSTEIN, M. Criando Valor Sustentável. Revista de Administração de Empresas – RAE Executivo v.3, n. 7, p. 65-79, maio/junho 2004.

JACOBI, P.R.; RAUFFLET, E.; ARRUDA, M.P. Educação para a sustentabilidade nos cursos de administração: reflexão sobre paradigmas e práticas. RAM, Revista de Administração da Mackenzie, v. 12, n. 3, São Paulo, maio/jun. 2011, p. 21-50.

KANASHIRO, V. Por uma Sociologia do Conhecimento Científico da Questão Ambiental: a produção acadêmica brasileira sobre desenvolvimento sustentável e sustentabilidade: resultados preliminares. Revista Plural, São Paulo, v.16, n.1, p.175-188, 2009.

MAKOWER, J. A economia verde: descubra as oportunidades e os desafios de uma nova era dos negócios. São Paulo: Editora Gente, 2009. 285p.

MASCARENHAS, M. P. Educação para a Sustentabilidade: a formação da nova geração de administradores nas IES da RMBH. Belo Horizonte. Dissertação (Mestrado em Administração). Faculdade Novos Horizontes, 2013.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 8a ed., 2003.

OLIVEIRA, M. F. Metodologia Científica: um manual para a realização de pesquisas em Administração. Catalão: UFG, 2011.

PALHANO, L. C. Interdisciplinaridade da Sustentabilidade Empresarial. Rio de Janeiro: 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção). Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

RAYNAUT, C. Os desafios contemporâneos da produção do conhecimento: o apelo para interdisciplinaridade. Revista Internacional Interdisciplinar – INTERthesis, Florianópolis, v. 11, n. 01, jan/jun 2014.

SACHS, I. Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável. 3a ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.

SANTOS, Boaventura S. Um discurso sobre as ciências. Estudos Avançados, v.2, n.2, p.46-71, 1988.

SGARBI, V.S.; LIMA, M.T.A; SANTOS, C.F.S.O; FALCÃO, M.C. Os jargões da Sustentabilidade: uma discussão a partir da produção científica nacional. X Encontro Nacional de Gestão Empresarial e Meio Ambiente ENGEMA 2008.

SHRIVASTANA, P. Pedagogy of passion for sustainability. Academy of Management learning andEducation, v. 9, n. 3, p.443-455, set. 2010.

SPRINGETT, D. Education for sustainability in the business studies curriculum: a call for a critical agenda. Business Strategy and the Environment, v. 14, 2005.

TELLES, B. M. Integrando a Sustentabilidade na Formação de Administradores. São Paulo. Dissertação (Mestrado em Administração). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2011.

TRUJILLO, V. Pesquisa de Mercado Qualitativa e Quantitativa. São Paulo: Scortecci, 2003.

ZÁRATE, M. Desarrollo Comunitario. In SERRANO, R. et al. Modelo de Desarrollo Humano Comunitario– Sistematización de 20 años de trabajo comunitario. México, DF, Plaza e Valdés Editores, 2007.


Texto completo: PDF



Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional