Determinantes da divulgação voluntária do relatório de sustentabilidade nas empresas de energia elétrica e de telecomunicações listadas na BM&FBOVESPA

Mércia de Lima Pereira, Wenner Glaucio Lopes Lucena, Simone Bastos Paiva

Resumo


Nesse artigo analisaram-se quais fatores explicam a divulgação voluntária do relatório de sustentabilidade nas empresas de energia elétrica e telecomunicações listadas na BM&FBOVESPA, durante os anos de 2010 a 2014. Os dados sobre as empresas que divulgaram ou não o relatório de sustentabilidade (variável dependente) foram coletados no site da BM&FBOVESPA e os dados das variáveis independentes, no banco de dados Economática®. Desta forma, a amostra foi formada por 45 empresas do setor de energia elétrica e por 12 empresas do setor de telecomunicações, que foram analisadas ao longo de 5 anos. A partir de regressões logísticas verificou-se, no setor de energia elétrica, que a divulgação voluntária do relatório de sustentabilidade não apresenta relação significativa com o desempenho das empresas. Além disso, notou-se que o tamanho é uma variável que afeta positivamente na divulgação de informações socioambientais, mas observou-se o contrário para o endividamento. Quanto ao setor de telecomunicações verificou-se existência de relação positiva apenas entre a divulgação do relatório de sustentabilidade e o tamanho. Comparativamente, indica-se que no setor energético existem mais fatores que influenciam na divulgação do relatório de sustentabilidade, o que pode estar atrelado ao maior número de empresas do setor.


Palavras-chave


Divulgação voluntária; Relatório de sustentabilidade; Setor de energia elétrica; Setor de telecomunicações

Referências


Ahmed, K., & Nicholls, D. (1994). The impact of non-financial company characteristics on mandatory compliance in developing countries: The case of Bangladesh. International Journal of Accounting, v. 29, n.1, p. 60-66.

Akerlof, G. A.(ago/1970). The market for "lemons": quality uncertainty and the market mechanism. The Quarterly Journal of Economics, v. 84, n. 3, p. 488-500. Disponível em: < https://www.iei.liu.se/nek/730g83/artiklar/1.328833/AkerlofMarketforLemons.pdf>. Acesso em: 7 jun. 2015.

Agência Nacional de Telecomunicações [ANATEL]. Disponível em:< http://www.anatel.gov.br/institucional/>. Acesso em: 10 jul. 2015.

Agência Nacional de Energia Elétrica [ANEEL]. Disponível em:< http://www.aneel.gov.br/>. Acesso em: 10 de jun. 2015.

Bm&Fbovespa. Empresas listadas: relatório de sustentabilidade ou integrado - Lista das empresas base pregão 01/06/2015 (2015). Disponível em: < http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/mercados/download/Anexo-3-Relate-ou-Explique-Divulgacao-no-site-pt-br-2015.pdf>. Acesso em: 20 jul. 2015.

Christofi, A., Christofi, P., & Sisaye, S. (2012). Corporate sustainability: historical development and reporting practices. Management Research Review, v.35, n.2, p. 157-172. Disponível em: < http://www-emeraldinsight-com.ez15.periodicos.capes.gov.br/doi/pdfplus/10.1108/01409171211195170>. Acesso em: 30 jun. 2015.

Clarkson, P., M., & et al. (2008). Revisiting the relation between environmental performance and environmental disclosure: an empirical analysis. Accounting, Organizations and Society, v.33, n.4, p. 303–327. Disponível em: < http://www-sciencedirect-com.ez15.periodicos.capes.gov.br/science/article/pii/S0361368207000451>. Acesso em: 20 jun. 2015.

Cooper, S., M., & Owen, D., L. (2007). Corporate social reporting and stakeholder accountability: the missing link. Accounting, Organizations and Society, v. 32, n.7, p.649-667. Disponível em: < http://www-sciencedirect-com.ez15.periodicos.capes.gov.br/science/article/pii/S0361368207000219>. Acesso em: 04 jul. 2015.

Cunha, J., V., A., & Ribeiro, M.(jan./2008). Divulgação voluntária de informações de natureza social: um estudo nas empresas brasileiras. Revista de Administração Eletrônica, v. 1, n. 1, art. 6. Disponível em:< http://www.rausp.usp.br/revista_eletronica/v1n1/artigos/v1n1a6.pdf>. Acesso em: 14 ago. 2015.

Dantas, J., A., & et al.(2005). A dualidade entre os benefícios do disclosure e a relutância das organizações em aumentar o grau de evidenciação. Economia e Gestão, v.5, n.11, p. 56–76. Disponível em: < http://periodicos.pucminas.br/index.php/economiaegestao/article/view/40>. Acesso em: 04 jul. 2015.

Diamond, D., & Verrecchia, R. (set./1991). Disclosure, liquidity and the cost of capital. Journal of Finance, v. 46, n.4, p. 1325-1360. Disponível em: . Acesso em: 08 ago. 2015.

Dye, R., A.(2001). An evaluation of “essays on disclosure” and the disclosure literature in accounting. Journal of Accounting and Economics, v.32, n.1, p. 181–235. Disponível em: < https://tippie.uiowa.edu/accounting/mcgladrey/winterpapers/rondye.pdf>. Acesso em: 17 ago. 2015.

Ferraz, A., C., S., L.(2007). A responsabilidade social como estratégia empresarial de desenvolvimento. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Marília. Programa de Mestrado em Direito da Universidade de Marília: Marília. Disponível em: . Acesso em: 12 jul. 2015.

Gil, A., C.(2002). Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas.

Global Reporting Initiative [GRI]. (2011). Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2015.

ISO 26000 – Norma internacional de responsabilidade social. (2010). Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2015.

Jensen, M., C., & Meckling, W., H. (out. /1976).Theory of the firm: managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, v. 3, n. 4, p. 305-360. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/0304405X7690026X>. Acesso em: 22 jun. 2015.

Labelle, R. (dez./2002). The statement of corporate governance practices (SCGP).A voluntary disclosure and corporate governance perspective. p. 1-52. Disponível em: < http://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=317519>. Acesso em: 19 ago. 2015.

Lang, M., & Lundholm, R. (1993). Cross-sectional determinants of analyst rating of

corporate disclosures. Journal of Accounting Research, v. 31, n.2, p. 246-271. Disponível em: . Acesso em: 23 jul. 2015.

Mahadeo, J.,D., Oogarah-Hanuman, V., & Soobaroyen, T.(jun./2011). A longitudinal study of corporate social disclosures in a developing economy. Journal of Business Ethics, v.104, n.4, p. 545-558. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1007/s10551-011-0929-3>. Acesso em: 07 jul. 2015.

Martins, G., A., & Theófilo, C., R.(2007). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Murcia, F., D., & Santos, A., dos. (2009). Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário das companhias abertas no Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade. v. 3, n. 2, art. 4, p. 72-95. Disponível em: < http://www.repec.org.br/index.php/repec/article/view/68>. Acesso em: 12 jun. 2015.

Rover, S., & et al. (2012). Explicação para a divulgação voluntária ambiental no Brasil utilizando a análise de regressão em painel. Revista de Administração, São Paulo, v.47, n.2, p.217-230. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rausp/v47n2/a05v47n2.pdf. Acesso em: 17 ago. 2015.

Ruhnke, K., & Gabriel, A. (jul./2013). Determinants of voluntary assurance on sustainability reports: an empirical analysis. J Bus Econ, v.83, n.9, 1063–1091. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2015.

Salotti, B., M., & Yamamoto, M., M. (2008). Divulgação voluntária da demonstração dos fluxos de caixa no mercado de capitais brasileiros. Revista Contabilidade & Finanças, v.19, n.48, p.37-49. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2015.

_____________. Ensaio sobre a teoria da divulgação.(2005). Brazilian Business Review, Vitoria – ES, Brasil, v. 2, n.1, p. 53-70. Disponível em: < http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=123016184004>. Acesso em: 10 ago. 2015.

Schaltegger, S., & Burritt, R.L.(2010). Sustainability accounting for companies: catchphrase or decision support for business leaders? Journal of World Business, v.45, n. 4, p.375-384. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2015.

Silva, A., C., R.(2006). Metodologia da pesquisa aplicada à contabilidade: orientações de estudos, projetos, artigos, relatórios, monografias, dissertações, tese. São Paulo: Atlas.

Verrecchia, R. (dez./2001). Essays on disclosure. Journal of Accounting and Economics, v.32, n.1, p.97-180. Disponível em: < http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0165410101000258>. Acesso em: 26 ago. 2015.

Wang, K., Sewow, O., & Claiborne, M., C.(2008). Determinants and consequences of voluntary disclosure in an em


Texto completo: PDF



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000